a-potencia-dos-vegetais

Potências Nutricionais: Alimentos De Origem Vegetal

Embora os vegetais naturais geralmente sejam ricos em carboidratos, eles também contêm proteínas e gorduras.

Em média, 25% das calorias de um vegetal são provenientes de proteínas.

A alface romana, por exemplo, é rica em proteínas e ácidos graxos essenciais, fornecendo-nos as gorduras saudáveis de que nosso corpo necessita.

Muitos estudos epidemiológicos de larga escala mostraram de maneira conclusiva o papel que certas plantas têm em proteger o corpo contra doenças que afetam e matam milhares de pessoas por ano.

Já não existem dúvidas sobre a importância das frutas e dos vegetais em nossa dieta.

Quanto maior a quantidade e variedade de frutas e vegetais consumidos, menor será a incidência de paradas cardíacas, derrames e câncer.

Ainda há controvérsia a respeito de qual comida causaria cada tipo de câncer e se certos tipos de gordura seriam culpados por certos cânceres, mas de uma coisa nós temos certeza: vegetais crus e frutas frescas possuem poderosos agentes anticancerígenos.

Estudos mostram repetidamente a correlação entre o consumo desse tipo de alimento e a menor incidência de vários tipos de câncer, incluindo o de mama, cólon, reto, pulmão, estômago, próstata e pâncreas.

Isso significa que o risco de desenvolver um câncer diminui quanto maior for sua ingestão de frutas e verduras e que quanto antes você começar a comer grandes quantidades desses alimentos, mais protegido estará.

Os seres humanos são geneticamente adaptados para ter uma grande ingestão de substâncias naturais, não processadas e de origem vegetal.

O câncer é uma doença de desadaptação.

Ela é resultado principalmente da carência de substâncias fundamentais para o corpo que podem ser encontradas em diferentes tipos de vegetais.

Várias dessas substâncias que são metabolicamente necessárias para manter as funções protetoras normais do corpo ainda não foram descobertas pela ciência.

Alimentos naturais inalterados pelo homem são muito complexos, tão complexos que a estrutura exata e a maioria dos compostos que eles contêm ainda não foram exatamente conhecidas.

Um tomate, por exemplo, contém mais de dez mil fitoquímicos diferentes.

Talvez nunca seja possível extrair precisamente a sinfonia de nutrientes encontrados em um vegetal e colocá-la em uma pílula.

Nutrientes isolados extraídos de alimentos talvez nunca cheguem a oferecer o mesmo nível de proteção contra doenças que um alimento integral pode nos dar da forma como a natureza os “desenhou”.

Frutas e vegetais contêm uma variedade de nutrientes que trabalham em uma sinergia sutil e muitos deles não podem ser extraídos ou isolados.

Fitoquímicos de uma variedade de alimentos de origem vegetal trabalham juntos para se tornarem muito mais potentes na tarefa de desintoxicar substâncias cancerígenas e proteger contra o câncer do que quando tomados individualmente na forma de compostos isolados.

A Revolução Dos Fitoquímicos

Estamos à beira de uma revolução.

Substâncias recém-descobertas no brócolis e no broto de repolho varrem as toxinas das células.

Substâncias encontradas em castanhas e leguminosas previnem danos no nosso DNA.

Outros compostos encontrados em beterrabas, pimentões e tomates combatem alterações cancerígenas nas células.

Laranjas e maçãs protegem nossos vasos sanguíneos contra danos que podem levar a doenças cardíacas.

O exército quimioprotetor da natureza está alerta e pronto para expulsar nossos inimigos e nos proteger do mal.

Mal acaba um dia e já surge um novo estudo anunciando as propriedades benéficas das frutas, dos vegetais e das leguminosas.

Alimentos não processados contêm milhares de compostos, a maioria deles ainda não descobertos, que são essenciais para manter a saúde e maximizar nosso potencial genético.

Seja bem-vindo à Revolução Fitoquímica!

Fitoquímicos, ou derivados químicos de plantas, surgem naturalmente nas plantas (o prefixo fito significa “planta”).

Esses nutrientes, que os cientistas estão apenas começando a descobrir e nomear, têm efeitos extremamente positivos na fisiologia humana.

No entanto, o efeito da falta de consumo dessas substâncias é ainda mais surpreendente: a morte prematura por câncer e aterosclerose.

Comer uma grande variedade de vegetais crus e cozidos de modo a conservar suas propriedades (como legumes cozidos no vapor, por exemplo) é a única maneira que temos de garantir uma quantidade suficiente desses elementos essenciais para a saúde.

Tomar suplementos de vitaminas e minerais ou adicionar algumas vitaminas aos alimentos processados não impede que a pessoa sofra de doenças associadas a uma dieta com baixo percentual de calorias provenientes de alimentos naturais e integrais.

Ora, os cientistas não podem transformar em pílulas nutrientes que ainda nem foram descobertos!

Se os comprimidos realmente contivessem quantidades suficientes de todos os fitonutrientes e outras substâncias essenciais, teríamos de engolir uma tigela de sopa cheia de pílulas e pozinhos.

Até o momento, os pesquisadores descobriram mais de dez mil fitoquímicos.

Nenhum suplemento pode conter uma quantidade suficiente dessas substâncias.

Felizmente, você pode obter todos esses nutrientes hoje, basta comer uma grande variedade de alimentos à base de vegetais.

 

Emagrecimento-Defiinitivo-2

Post Author: Blog - Emagrecer com Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia Também...

Por-que-a-maioria-das-dietas-falham

Por Que A Maioria Das Dietas Falham

A imprensa, os livros de dieta e até mesmo boa

fome-verdadeira

Fome Verdadeira

Vamos conhecer mais um pouco sobre “Fome Verdadeira”, leia nosso

medo-de-passar-fome

Medo de Passar Fome

Uma Importante Descoberta Muitas pessoas temem a fome. Parece absurdo

Curta Nossa Página no Facebook!!!