gordura-trans

Gordura Trans: Um Lobo Em Pele De Cordeiro

As gorduras trans não existem na natureza.

São desenvolvidas em laboratório e trazem consequências adversas para a saúde.

Elas interferem na produção corporal de ácidos graxos benéficos e promovem doenças cardíacas.

Como ácidos graxos trans não oferecem benefícios e apenas claras consequências metabólicas prejudiciais, quando você vir as palavras parcialmente hidrogenado” na embalagem, considere o conteúdo venenoso e descarte o produto.

Gordura trans certamente favorecem o câncer e aumentam seu colesterol tanto quanto gorduras saturadas.

Considerando que elas também reduzem o colesterol HDL (o bom), as gorduras trans podem ser ainda mais aterogênicas que os ácidos graxos saturados.

O Nurse’s Health Study e outros estudos indicam, com fortes evidências, que as gorduras trans estão tão ligadas a ataques cardíacos quanto as gorduras de produtos de origem animal.

A quantidade de gorduras trans utilizada em alimentos diminui significativamente nos últimos anos.

Muitos fabricantes reformularam seus produtos para reduzi-las ou eliminá-las.

Hoje eles devem indicar a presença dessas substâncias nas tabelas nutricionais de seus produtos.

Fique atento, pois níveis menores que 0,5g por porção podem ser listados como 0g de gordura trans, tornando possível que uma pessoa que consuma várias porções de um alimento aparentemente livre de gorduras trans esteja, na verdade, ingerindo uma quantidade significativa destas.

A Conclusão Gordurosa

Não há dúvida de que uma dieta rica em gorduras aumenta o risco de muitos tipos de câncer.

Isso tem sido demonstrado em centenas de estudos em animais e humanos.

Não é apenas a quantidade, mas também o tipo de gordura que está ligado ao maior risco (assim como o tipo de proteína).

Como não é assunto simples, aqui vão os pontos principais:

 

1 – Qualquer óleo (gordura) extraído, mesmo as gorduras mais saudáveis, como o azeite de oliva, e consumido em excesso acrescenta muitas calorias vazias.

Calorias em excesso trazem efeitos tóxicos, contribuindo para a obesidade, o envelhecimento precoce e o câncer.

 

2 – Excessos de ácidos graxos ômega-6, encontrados em óleos poli-insaturados como óleo de milho e cártamo, aumentam o risco de câncer.

As gorduras ômega-3, abundantes em sementes, verduras e alguns peixes e que são mais difíceis de se obter, tendem a baixar o risco.

 

3 – As gorduras mais perigosas para doenças do coração e câncer são as saturadas e os ácidos graxos trans, listados como “parcialmente hidrogenados” em embalagens de alimentos.

Você seria louco em não evitar essas gorduras. Gorduras trans podem aumentar o risco de câncer de mama em mais de 45%.

 

4 – Alimentos vegetais naturais integrais (grãos integrais, verduras, castanhas e sementes) fornecem as gorduras adequadas.

Comer uma variedade de alimentos naturais impedirá que você tenha uma deficiência em gorduras.

Para aqueles que precisam de mais gorduras DHA, linhaça, sementes de cânhamo e sálvia, nozes e suplementos de DHA derivados de vegetais são as fontes mais saudáveis e puras.

 

Lembre-se: uma dieta com baixa ingestão de gordura pode ser pior que uma dieta rica em gordura se tiver mais saturadas ou trans, ou se contiver uma quantidade excessiva de carboidratos refinados.

Note que carne magra ou aves, que contêm entre 2g e 5g de gordura por 30g, possuem menos gordura, inclusive saturada, e menos calorias do que o queijo, que contém entre 8g e 9g de gordura por 30g.

O queijo tem muito mais gordura saturada (a mais perigosa), cerca de dez vezes mais, que um peito de frango.

Ele é o alimento que contribui com a maior parte da gordura saturada da dieta da maioria das pessoas.

Mais da metade de suas calorias advém de gorduras, e mesmo as opções “light” são ainda muito gordurosas.

As pessoas têm um fetiche em fiscalizar a gordura e esquecer todo o resto que sabemos sobre nutrição.

Gordura não é tudo.

Se as gorduras que você consumir forem aquelas saudáveis, encontradas em sementes cruas, castanhas e abacates, e se sua dieta for rica em alimentos não processados, não precisa se preocupar muito com a gordura, a não ser que esteja acima do peso.

O que você deve aprender é: evite gorduras saturadas e gorduras trans (hidrogenadas) e tente incluir alguns alimentos que contenham ômega-3.

 

45-Forfit

Post Author: Blog - Emagrecer com Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia Também...

Por-que-a-maioria-das-dietas-falham

Por Que A Maioria Das Dietas Falham

A imprensa, os livros de dieta e até mesmo boa

fome-verdadeira

Fome Verdadeira

Vamos conhecer mais um pouco sobre “Fome Verdadeira”, leia nosso

medo-de-passar-fome

Medo de Passar Fome

Uma Importante Descoberta Muitas pessoas temem a fome. Parece absurdo

Curta Nossa Página no Facebook!!!