Por-que-a-maioria-das-dietas-falham

A imprensa, os livros de dieta e até mesmo boa parte da comunidade científica estão confusos em relação às questões de nutrição e dieta.

Quase todos os artigos sobre o assunto discutem comidas mágicas, suplementos, intensificadores de metabolismo ou proporção de gordura, carboidrato e proteínas que podem resolver todos os seus problemas de peso.

Pesquisas continuam testando dietas com pouca gordura, muita gordura, pouco carboidrato e muito carboidrato, e a mídia continua a divulgar os sucessos e fracassos dos regimes.

É algo que caminha em círculo, mas tentar gerenciar carboidratos, gordura ou proteína não vai melhorar sua saúde nem aumentar sua longevidade.

Ainda pior, esse tipo de dieta encoraja flutuações temporárias de ingestão calórica, levando a mudanças não sustentadas no peso corporal, o conhecido efeito sanfona.

Essas dietas dificilmente funcionam e são péssimas para a sua saúde, porque não é algo muito saudável perder e ganhar peso sem parar.

Elas demonstram que se não houver foco na qualidade dos micronutrientes a dieta não será eficaz.

O que você aprende neste Blog é diferente, pois não é racionando gordura, carboidrato ou proteína que conseguirá o peso ideal e uma saúde excelente.

Claro, precisamos comer menos gordura, menos proteína e menos carboidratos, as únicas três fontes de calorias nos alimentos.

É óbvio também que precisamos de algumas calorias, mas queremos garantir que a gordura, as proteínas e os carboidratos que escolhemos ingerir sejam integrais e com a maior quantidade de nutrientes possível.

O jeito mais saudável de se alimentar, o jeito que vai fazer você, natural e automaticamente, desejar menos calorias, é entender o conceito de densidade nutritiva, comer de maneira saudável para remover seus vícios alimentares e permitir que seu corpo reprograme seus gostos.

O prazer ao comer só melhora porque você come quando a fome está de fato presente.

Você vai descobrir que seus gostos e preferências se adaptam ao que é ingerido regularmente, e uma melhor nutrição complementa o aparelho gustativo.

Ainda que haja uma overdose de livros de dietas por todos os lados, estima-se que mais de 75% das pessoas estão acima do peso.

A Organização Mundial da Saúde estima que o alcance dos alimentos industrializados e dos fast-foods em todo o mundo fez com que a obesidade e outras doenças relacionadas a poucos nutrientes se tornassem os grandes responsáveis pelos índices de morte prematura no mundo, mais do que a inanição.

As famílias devem optar predominantemente por dietas ricas em vegetais, com uma variedade de frutas, verduras e legumes, optando cada vez menos por alimentos industrializados e ricos em amido.

Pelo fato de estar obeso ou acima do peso aumentar dramaticamente o risco das maiores causas de morte, a indústria de comidas tóxicas pode ser o grande problema em nossos dias.

Peso e saúde ideias são elementos inseparáveis.

Um programa de redução de peso pode ser considerado bem sucedido apenas se a perda de peso for permanente e segura, além de promover boa saúde.

A perda temporária de peso não traz nenhum ou muito pouco benefício, especialmente se compromete a saúde.

As confusas guerras dietéticas e as opiniões divergentes entre especialistas estão impedindo que milhares de pessoas melhorem sua saúde e parem de sofrer.

Na clássica dieta de controle de porções diárias (contagem de calorias), é provável que o corpo não obtenha a quantidade suficiente de fibras ou nutrientes.

O corpo terá uma sensação de fome, aliada a desejos e a um adicional retraimento, que para muitos é algo pesado demais.

A filosofia dietética invariavelmente resulta em pessoas perdendo mais e mais peso de maneira contínua.

A contagem de calorias simplesmente não funciona em longo prazo.

Uma dieta baseada em controle de porções diárias e contagem de calorias permite a ingestão de alimentos com poucos nutrientes e altamente tóxicos, o que nos faz lutar contra nossos impulsos do vício para comer menos.

Essa combinação subnutre o corpo e resulta em necessidades incontroláveis de comida em várias horas do dia, junto com um desejo elevado por calorias concentradas.

Essa ingestão deficiente em micronutrientes, em conjunção com os sintomas do retraimento, pode levar a necessidades fora de controle, como o desejo de comer, beber álcool ou usar drogas.

Essas necessidades não são resultados da fome, mas sim de hábitos tóxicos.

Qualquer um que queira adotar uma dieta saudável deve aceitar que haverá um período (geralmente seis semanas ou menos) durante o qual o corpo vai tentar se desintoxicar.

Você pode se sentir mal durante esse tempo, e a fome verdadeira pode não surgir.

Sem uma educação adequada em nutrição, com princípios sólidos aos quais se agarrar, as pessoas tendem a se atrapalhar e desistir, pulando de um regime para outro, sempre nesse jogo de perde e ganha, mais frequentemente ganhando peso que perdendo.

Para estar saudável, resistente às doenças e permanentemente magro, não dá para fugir da necessidade de comer maiores quantidades de alimentos ricos em nutrientes.

 

Emagrecimento-Definitivo-1

Post Author: Blog - Emagrecer com Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia Também...

fome-verdadeira

Fome Verdadeira

Vamos conhecer mais um pouco sobre “Fome Verdadeira”, leia nosso

medo-de-passar-fome

Medo de Passar Fome

Uma Importante Descoberta Muitas pessoas temem a fome. Parece absurdo

proteinas-e-seus-mitos

Proteínas e Seus Mitos

Deixando Para Trás Os Mitos Sobre Proteínas Lembra aquelas tabelas

Curta Nossa Página no Facebook!!!